Menu

quinta-feira, 28 de março de 2013

8º mês

Então chegamos ao 8º mês, ando postando pouco pq ainda estou sem internet, mas minha filha está se desenvolvendo bem.
Já está engatinhando, anda se apoiando nos móveis. está com quatro dentinhos enormes... E o que acho lindo ela dança toda vez que gosta de uma música.
Mas o que eu realmente não resisto é ela falando MAMA e PAPA... É lindo, mas bem que, ela fala mais quando está com algum interesse.
Postarei aqui um vídeo dela dançando!

Olhem aqui:
http://www.flickr.com/photos/94450531@N04/8596978400/

Desenvolvimento - 8º mês, 1ª semana


Como seu bebê está crescendo
O bebê está cada vez mais ágil, então é importantíssimo que ele possa se movimentar de um lado para o outro da casa sem riscos. 
Certifique-se de que a disposição dos móveis, tapetes e enfeites é segura para ele, ou o mantenha afastado de certas partes da casa (como cozinha, área de serviço e banheiro, os locais onde mais acidentes acontecem). 
Você também vai notar que seu filho começa a mostrar o que gosta e o que não gosta. Se tirar um brinquedo dele, provavelmente vai ouvir um berreiro. 
Se sair de perto dele, ouvirá reclamação. Trata-se da chamada ansiedade de separação -- é um momento em que o bebê passa a demonstrar uma forte ligação em relação a você e às pessoas que geralmente cuidam dele. 

Sua vida: tempo para o casalUm bebê novinho em casa consome muita atenção, especialmente para os pais de primeira viagem, mas é fundamental que você e seu parceiro tenham algum tempo sozinhos. 
O primeiro passo para superar o terremoto na vida amorosa de vocês que foi a chegada do bebê é reconhecer o "estrago". A sinceridade numa boa conversa para lembrar tudo que vocês sentem falta pode ser um grande alívio para os dois lados. 
Faça planos específicos para ficar juntos. Um compromisso mesmo: cinema uma vez por mês, pelo menos, ou algum outro tipo de ritual. Procure retomar as experiências que lhe dão prazer com seu parceiro. Isso tem que ser uma prioridade. 
Se a divisão de tarefas da casa estiver injusta, isso vai causar ressentimentos e atrapalhar a relação de vocês. O melhor a fazer é abrir o jogo -- e aí tentar achar uma solução, mesmo que ela seja baixar os padrões de exigência. Facilitar a vida diminui o estresse, e com menos estresse vocês têm mais tempo para se curtir e curtir o bebê.

sexta-feira, 15 de março de 2013

Supernanny - Aplicação do Castigo!

Olá pessoas da Terra! Hoje eu vim falar sobre um assunto que noto ser o que mais incomoda as mães de hoje em dia, que é a disciplina correta para os filhos... Vejo parentes meus ficarem loucos com filhos altamente ativos de 2, 3 anos de idade e ficam sem saber o que fazer. Eu, desde cedo, estou começando a me preparar para essas situações, e fico assistindo todo dia a série Supernanny, apresentado pela Jo Frost (Assisto no canal Discovery Home & Health). E vou postar algumas dicas legais aqui... Esse método realmente funciona.
Essas são as regras básicas da aplicação do castigo:
1 - Aviso.
Fique na altura da criança, coloque ela olhando nos seus olhos. E dê a advertência, avisando que se ela continuar com a atitude ela ficará de castigo. Ex: "Se você me bater de novo vai ficar de castigo..."

2 - Castigo.
Se a atitude da criança persistir, deixe ela em um canto determinado, distante de coisas que ela possa se divertir. Explique a criança o motivo de ela estar de castigo. Se afaste da criança e corte a comunicação.O tempo será um minuto para cada ano. Cada vez que a criança sair, coloque-a no castigo de novo, sem conversar com ela e retorne o tempo desde o começo.

3 - Pedido de desculpa
Quando a criança completar o castigo vá até ela e explique novamente o motivo de ela estar de castigo. Diga a ela para lhe pedir desculpas, depois que ela se desculpar, peça beijos e abraços.

Avisos! A voz tem que ser firme, não gritando, nem que a criança pense que está brincando.
Se a criança não pedir desculpas, ou não for sincera, não a dispense do castigo, só quando ela estiver realmente arrependida.

domingo, 10 de março de 2013

Desenvolvimento - 7º mês 3ª semana


Como seu bebê está crescendo

nascimento dos dentes pode começar bem cedo, quando o bebê tem apenas 3 meses, ou então demorar bastante, e tem criança que comemora o primeiro aniversário sem nenhum dentinho na boca. Tudo isso é normal. 

Mas o mais comum é que os dentes nasçam entre os 4 e os 7 meses de idade. Não precisa se preocupar se houver um grande espaço entre os dentinhos. Quando todos os 20 dentes de leite tiverem nascido, por volta dos 3 anos de idade, os dentes já terão mudado de posição. 

Se seu filho estiver babando muito, procure babadores que tenham forro de plástico, porque a baba é tanta que encharca o babador e molha a roupinha embaixo. 

Leia mais dados fascinantes sobre o desenvolvimento do bebê de 7 meses. 


Como fica sua vida

Seu bebê está ficando cada vez mais independente, curioso, querendo conhecer o mundo, e cabe a você ajudar nessa independência. Sim, existem aqueles bebês que são mais agarrados, mas até para esses você precisa dar um empurrãozinho, mostrando que vocês dois são duas pessoas separadas. 

O instinto de proteção muitas vezes fala mais forte. Mas tenha na cabeça que o bebê precisa explorar as coisas por si só. Ele vai levar alguns tombos sim, e você vai ter de assistir, de coração na mão. Mas impedir que ele se aventure é, de certa forma, egoísmo. 

Vá experimentando aos poucos: deixe-o sozinho na casa de algum parente, enquanto você dá uma saída. Não corra para acudi-lo à primeira reclamaçãozinha. Espere que ele sofra um pouco tentando achar a solução sozinho (pegar o brinquedo que escapou para longe, por exemplo). Com o tempo você vai achar o equilíbrio entre a proteção e a independência. 

segunda-feira, 4 de março de 2013

Desenvolvimento - 7º mês 2ª semana

Como seu bebê está crescendo
Certamente você já disse para o seu filho que o telefone não é brinquedo, que não é para jogar o prato no chão e que não pode puxar o cabelo das pessoas (nem o pelo dos bichos!). Mas, com essa idade, o bebê pode começar a testar a sua autoridade, recusando-se a cumprir suas instruções. Não é bem desobediência. É curiosidade. 
A melhor tática, por enquanto, é usar um "não" simples e distraí-lo com alguma outra coisa, para que ele pare de fazer o que não pode.


 Como fica sua vida
Ser responsável por uma pessoa 24 horas por dia, ou correr de volta para casa depois do trabalho, para cuidar do bebê, pode estressar qualquer pessoa. Agora que você já se acostumou melhor à nova rotina, é bom prestar um pouco mais de atenção em você. 
Tome cuidado com a sua alimentação. Não abuse da cafeína e do álcool. Eles têm efeitos estimulantes e calmantes muito temporários, e depois acabam fazendo você se sentir pior. 
Procure fazer um pouco de exercício. Se a rotina com o bebê ainda não deixou você fazer algum tipo de aula ou treino mais frequente, use o dia-a-dia para se mexer. Suba escadas, estacione mais longe e caminhe, faça tudo o que puder a pé, ponha o bebê no carrinho e vá passear. E durma sempre que conseguir! 


Shiny Red Spinning Heart