Menu

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Desenvolvimento - 7º mês 1ª semana

Estou aqui novamente para comunicar o aparecimento de um novo dentinho da minha princesa, surgiu dia 25 de Fevereiro, até sangrou um pouquinho, mas nada demais. Claro, que não vou postar cada vez que nascer todos seu 20 e poucos dentes, mas vale para esses primeirinhos... E ela completou agora seu 7º mês, e aqui vai as informações vinda do BabyCenter.


O bebê de 7 meses, 1a. semana

Como seu bebê está crescendo
Parece que ele nasceu ontem, mas de repente seu filho já demonstra os primeiros sinais de independência. Logo, logo ele vai conseguir sentar direitinho sem precisar de nenhuma ajuda e poderá até começar a engatinhar (ou se arrastar pelo chão com o bumbum). 
Com toda essa independência vêm também as inevitáveis quedas da infância. Por mais que você procure deixar a casa o mais segura possível para que ele transite sem sustos, vai ser impossível que um dia o bebê não bata joelhos e cotovelos ou não arranje um belo galo, então o melhor a fazer é não se culpar quando acontecer. Os sentimentos do bebê passam a ser mais aparentes, seja através de grandes sorrisos para um rosto familiar ou um choro sentido se algo lhe é tirado das mãos. À medida que cresce, seu filho aprenderá a compreender e imitar os humores alheios. 
Sua vida: confie na sua intuição
O famoso médico Benjamin Spock, autor de clássicos sobre o cuidado de crianças, escreveu: "Confie em você mesmo. Você sabe mais do que acha que sabe." Se você achar que alguma coisa não está bem com seu bebê, leve a sensação a sério. 
O que fazer então? Tome nota da sua observação para não se esquecer de mencionar para o médico na próxima consulta. Procure ajuda médica se achar que seu filho está com alguma coisa mais grave. 
Sim, às vezes você vai se enganar, vai se preocupar demais sem necessidade, mas isso acontece com todo mundo. Com o tempo e a experiência, você vai se acostumando a perceber em quais "pulgas atrás da orelha" precisa prestar mais atenção.


Intuição de mãe e pai não é um mero clichê. É uma ferramenta que existe e é muito poderosa. Bons médicos sabem confiar na intuição dos pais. Afinal, você é quem mais conhece aquele serzinho que mora na sua casa desde que nasceu. 

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Desenvolvimento - 6º mês 4ª semana

A partir de agora irei publicar aqui o desenvolvimento de cada semana da minha filha que servirá também de informação para todas vocês e que utilizarei como fonte o BabyCenter.
E Hoje fui ao pediatra dela para a consulta de sete meses que ela completará agora dia 23. Ela está com 8,200 kg e com 69 cm. Muuuuito feliz!


Como seu bebê está crescendo

Com esta idade, os bebês adoram animais de pelúcia. Um deles, de preferência bem fofinho e não muito peludo, pode acabar se tornando o objeto de estimação do seu filho, aquele que lhe traz conforto e segurança, principalmente na hora de ir dormir. 

Se você perceber que seu filho está se apegando muito a determinado bichinho, boneco ou paninho, providencie um segundo, de reserva, e vá revezando os dois, para os dois ficarem bem parecidos. Caso seu filho resolva levar o bichinho para todo canto, sempre existe a chance de esquecê-lo em algum lugar, e o reserva evita uma crise. A mesma coisa na hora de lavar o paninho ou bichinho. 



Como fica sua vida

Avós, avôs e titias têm boas intenções. É verdade, têm sim. O problema é que eles às vezes tendem a ter boas intenções demais

Procure não reagir na defensiva quando ouvir mais um daqueles "conselhos" (na verdade críticas) sobre o jeito como você cuida do bebê. Se você tiver confiança no seu taco, fica mais fácil lidar com essas cutucadas. Tudo bem, eles podem ter muito mais experiência que você, mas aquela criança específica só tem uma mãe e um pai. 

Uma das estratégias possíveis é convidar a vovó para acompanhar vocês na próxima consulta no pediatra. Assim ela pode tirar todas as dúvidas dela direto na fonte. 

Quanto a mimar o bebê, isso não tem jeito, é o papel dos avós. Procure se acalmar e lembrar que sair da rotina de vez em quando não vai "estragar" todo o seu trabalho com o bebê. O amor e a generosidade dos avós compensa qualquer dano. Há alguns casos específicos, porém, em que é preciso estabelecer regras. 



sábado, 2 de fevereiro de 2013

Palminhas...

Dá um orgulho por ver minha filha crescendo assim. Agora dia primeiro ela aprendeu a dar palminhas, consegui até gravar, mas como tenho que postar aqui bem rápido e ainda falta editar o vídeo não deu para colocar.
Passagem bem rápida,
 Beijos...
Shiny Red Spinning Heart