Menu

sexta-feira, 17 de agosto de 2012

Seios rachados e sangrando!

Pode apostar que dor de uma seio machucado eu não desejo nem ao meu pior inimigo! Gente não sabe o quanto eu sofri com os meus seios com um buraco enorme cheio de sangue, toda vez que a Anna Beatriz pegava o peito eu me agarrava em alguns panos e chorava muuuuito... Foi aí que no dia que fui fazer o teste do pezinho nela, passei no banco de leite e lá me ensinaram a maneira correta de amamentar para eu não ter mais que sofrer quando deveria está curtindo minha filhinha. Hoje ainda sinto um pouco de dor pois o meu seio ainda está um pouco sensível, mas as feridas cicatrizaram. E vou postar aqui um artigo do BabyCenter falando sobre o assunto para quem estiver passando pelo mesmo problema que eu passei....


Mamilos rachados ou sangrando
Escrito para o BabyCenter Brasil

Aprovado pelo Conselho Médico do BabyCenter Brasil

O que são mamilos rachados? 
Nos primeiros dias, a amamentação pode provocar algum desconforto no começo de cada mamada. Mas mamilos doloridos, rachados ou sangrando não são um efeito colateral comum da amamentação, e sim sinal de que a "pega" do bebê não está correta. É importante lembrar que a amamentação não é um ato dolorido e que se isso ocorrer é porque alguma coisa precisa ser mudada. 
Por vezes é possível ver sangue sem nem sentir dor. Um pouco de sangue que saia pelos mamilos na primeira semana de amamentação pode ser consequência do aumento de fluxo sanguíneo na região da mama e do crescimento do tecido produtor de leite. Essa condição deve melhorar, sem qualquer tipo de tratamento, em poucos dias. 
O que leva à fissura dos mamilos? 
A principal causa é a "pega" incorreta do bebê na hora da amamentação. Isso costuma provocar muita dor nos mamilos. Um melhor posicionamento da criança no mamilo tende a melhorar significativamente ou até a curar a dor. Outra causa pode ser deixar o bebê no peito quando ele não está mamando, apenas "mastigando" o bico. 
Caso seu filho tenha uma infecção por cândida na boca (o famoso sapinho), você poderá apresentar fissuras ou dores agudas no seio durante ou após cada mamada. Para maiores informações sobre essa infecção por fungo, leia nossos artigos sobre candidíase em bebês e candidíase em mães. 
Pele ressecada demais também pode provocar rachadura e até sangramento nos seios (uma condição conhecida como eczema, um tipo de dermatite). Os mamilos ou os seios podem ressecar devido ao clima, a resíduos de detergente nas roupas, a loções aplicadas na região da mama, sabonetes, talco, produtos para cabelo, desodorante ou perfume. Nesse caso podem-se passar pomadas específicas para a amamentação, hidratando a pele do mamilo. 
O uso incorreto da bombinha para extrair leite também pode machucar os mamilos, fazendo-os rachar ou sangrar. Certos equipamentos utilizados de forma mais brusca podem ferir o tecido mamário, rompendo os capilares. Em casos mais extremos, algumas mulheres chegam a apresentar hemorragia sob a mama devido à sucção excessiva da bombinha. 


Como cuidar? 
Caso seus mamilos rachem ou sangrem, veja abaixo algumas dicas do que fazer: 
• Vá ao médico assim que possível. Pode ser o pediatra do seu filho, o ginecologista ou a maternidade em que você deu à luz. É importante verificar se a pega do bebê no seio está correta, para que ele se alimente bem sem machucar seus mamilos. Com a orientação adequada, a amamentação não deve provocar nenhuma dor. Coloque seu filho de frente para o seio, com o rosto voltado para o seu corpo. A boca dele precisa estar bem aberta para que uma boa parte do mamilo e da aréola seja abocanhada. 
• Não use sabonetes, álcool, pomadas ou perfume nos mamilos. A limpeza da área somente com água é suficiente. 
• Faça um banho de sol ou de luz na região. Expor os seios durante 15 minutos à luz do sol (ou a uma lâmpada incandescente de 40 watts a uma distância de 40 cm) ajuda na cicatrização. 
• Passe o próprio leite materno ao redor dos mamilos. Faça isso antes e depois de amamentar -- ajuda nas rachaduras e a prevenir infecções. 
• Tome um analgésico. Se a dor for muito forte, tome um analgésico cerca de 30 minutos antes de dar de mamar. Não deixe de conversar com seu médico sobre o tipo de remédio mais adequado ao seu caso. O paracetamol costuma ser liberado para a amamentação. 
O uso de conchas especiais no intervalo entre as mamadas pode ajudar na cicatrização, porque diminui o atrito do mamilo com o tecido do sutiã ou com o absorvente para seios.
Se a rachadura ou algum machucado não derem sinal de melhora, marque uma consulta com seu médico o quanto antes.


Os mamilos rachados vão afetar meu filho de alguma forma?
Os bebês geralmente ignoram esse tipo de incômodo da mãe. Sangue no leite não causa danos a eles, e o aleitamento pode prosseguir normalmente. A questão mais importante nesse caso é corrigir o problema e cicatrizar o mamilo o mais rápido possível, para que a amamentação volte a ser prazerosa para vocês dois. Contudo, se a pega do bebê não estiver correta, ele pode acabar tomando muito do leite inicial, que mata a sede, mas não um volume suficiente do leite posterior, do final da mamada, rico em calorias. Se isso acontecer, a criança tende a não ganhar peso direito. 
Não se assuste se vir sangue num regurgitamento ou num vômito do bebê. Se seu seio estiver rachado, provavelmente o sangue é seu, não dele. Fique de olho e, se não melhorar, fale com o médico. 


Devo continuar a amamentar? 
A amamentação pode ser um
a das experiências mais gostosas da vida de uma mulher, mas convencer uma mãe com mamilos rachados e sangrando disso é tarefa quase impossível. Se deseja continuar a amamentar, saiba que há tratamento para o problema e que, com a ajuda certa, você acabará experimentando um aleitamento indolor e até prazeroso.
Shiny Red Spinning Heart