Menu

quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Casamento...

Estava muito sem tempo para escrever, e venho dar a informação de que enfim estou junta do pai da minha filha, ainda não nos casamos mesmo, nem no civil e nem na igreja, isso resolvemos deixar para mais tarde. Eu vim morar na casa dele com a mãe e a irmã dele, pois ele acabou de perder a irmã e não queria deixar a mãe sozinha. Mas até aqui estamos muito bem. É uma experiência nova para mim, pois era difícil até dormir fora de casa, e agora minha família está um pouco distante de mim e eu era muito apegada, porém não há nada que uma visitinha quase todos os dias não melhore a situação.
E a Anna Beatriz está a cada dia mais sapequinha, está sempre fazendo graça e trocando o dia pela noite... E levei ela para um café da manhã em comemoração ao aniversário da minha tia e depois a levei a casa da minha avó... E aproveitei para colocar uma roupinha que nunca tinha usado antes!!! E aí está as fotinhas...





quinta-feira, 23 de agosto de 2012

1º mês

Hoje, minha pequena princesa faz o seu 1º mês, estou muito feliz, vejo o seu crescimento aparente e agradeço muito a Deus por ter me dado essa benção... Agora vou providenciar logo fotinhas dessa data comemorativa. E ainda fui fazer sua segunda consulta, mas a pediatra não foi, então a enfermeira que ajuda ela fez os exames nela. E minha filhinha está com 4,340 kg e com 51,8 cm.
E a cada dia mais fofa. E por enquanto que não tenho fotos de 1 mês posto aqui as mais antigas!











domingo, 19 de agosto de 2012

Maior susto da minha vida...

De tudo que passei nunca me senti tão desesperada na madrugada de sexta para sábado. Estava amamentando minha filhota e quando ela dormiu no meu peito a coloquei no berço. Quando foi um pouco mais de meia-noite ela começou a chorar e logo percebi que seu chorinho era desesperado, então esqueci meus pontos e corri para vê-la, mas achei que estava tudo bem não vi nada de anormal nela. Minha mãe pegou ela e colocou no colo e ela ficou bem quieta e começou a fazer cocô, eu acabei gostando pois ela estava com alguns problemas de gases, mas percebi minha mãe muito estranha (ela não queria me deixar nervosa), ela encostou ela bem pertinho do peito e eu não notei que ela estava vomitando, foi aí que ela começou a chorar desesperadamente, ficava puxando ar. Saí correndo chamar meu pai, estava muito nervosa, e quando ele levantou só escutei minha mãe pedindo para ela sugar o nariz dela, pois estava com secreções, mas meu pai aflito não conseguiu tirar nada então minha mãe mesmo sugou. Pegamos o carro e saímos as pressas para o hospital mais próximo.
Chegando lá, levamos ela na atendente e acabei me irritando pelo descaso dela, e minha mãe levou a Anna Beatriz para a emergência enquanto eu fazia a ficha dela.
Quando fui atrás dela era de dá dó, ela estava deitadinha em uma cama enorme, e ela tão pequenininha chorando, e o médico disse que ela poderia ter tido um refluxo, e acabou engasgando com o próprio vômito, e passou um soro no narizinho dela. Depois, graças a Deus, tudo se acalmou, batemos o raio-X dela para ver o pulmãozinho, mas estava tudo bem...
Foi um grande sufoca, mas ,graças a Deus, minha bonequinha está bem.

sexta-feira, 17 de agosto de 2012

Seios rachados e sangrando!

Pode apostar que dor de uma seio machucado eu não desejo nem ao meu pior inimigo! Gente não sabe o quanto eu sofri com os meus seios com um buraco enorme cheio de sangue, toda vez que a Anna Beatriz pegava o peito eu me agarrava em alguns panos e chorava muuuuito... Foi aí que no dia que fui fazer o teste do pezinho nela, passei no banco de leite e lá me ensinaram a maneira correta de amamentar para eu não ter mais que sofrer quando deveria está curtindo minha filhinha. Hoje ainda sinto um pouco de dor pois o meu seio ainda está um pouco sensível, mas as feridas cicatrizaram. E vou postar aqui um artigo do BabyCenter falando sobre o assunto para quem estiver passando pelo mesmo problema que eu passei....


Mamilos rachados ou sangrando
Escrito para o BabyCenter Brasil

Aprovado pelo Conselho Médico do BabyCenter Brasil

O que são mamilos rachados? 
Nos primeiros dias, a amamentação pode provocar algum desconforto no começo de cada mamada. Mas mamilos doloridos, rachados ou sangrando não são um efeito colateral comum da amamentação, e sim sinal de que a "pega" do bebê não está correta. É importante lembrar que a amamentação não é um ato dolorido e que se isso ocorrer é porque alguma coisa precisa ser mudada. 
Por vezes é possível ver sangue sem nem sentir dor. Um pouco de sangue que saia pelos mamilos na primeira semana de amamentação pode ser consequência do aumento de fluxo sanguíneo na região da mama e do crescimento do tecido produtor de leite. Essa condição deve melhorar, sem qualquer tipo de tratamento, em poucos dias. 
O que leva à fissura dos mamilos? 
A principal causa é a "pega" incorreta do bebê na hora da amamentação. Isso costuma provocar muita dor nos mamilos. Um melhor posicionamento da criança no mamilo tende a melhorar significativamente ou até a curar a dor. Outra causa pode ser deixar o bebê no peito quando ele não está mamando, apenas "mastigando" o bico. 
Caso seu filho tenha uma infecção por cândida na boca (o famoso sapinho), você poderá apresentar fissuras ou dores agudas no seio durante ou após cada mamada. Para maiores informações sobre essa infecção por fungo, leia nossos artigos sobre candidíase em bebês e candidíase em mães. 
Pele ressecada demais também pode provocar rachadura e até sangramento nos seios (uma condição conhecida como eczema, um tipo de dermatite). Os mamilos ou os seios podem ressecar devido ao clima, a resíduos de detergente nas roupas, a loções aplicadas na região da mama, sabonetes, talco, produtos para cabelo, desodorante ou perfume. Nesse caso podem-se passar pomadas específicas para a amamentação, hidratando a pele do mamilo. 
O uso incorreto da bombinha para extrair leite também pode machucar os mamilos, fazendo-os rachar ou sangrar. Certos equipamentos utilizados de forma mais brusca podem ferir o tecido mamário, rompendo os capilares. Em casos mais extremos, algumas mulheres chegam a apresentar hemorragia sob a mama devido à sucção excessiva da bombinha. 


Como cuidar? 
Caso seus mamilos rachem ou sangrem, veja abaixo algumas dicas do que fazer: 
• Vá ao médico assim que possível. Pode ser o pediatra do seu filho, o ginecologista ou a maternidade em que você deu à luz. É importante verificar se a pega do bebê no seio está correta, para que ele se alimente bem sem machucar seus mamilos. Com a orientação adequada, a amamentação não deve provocar nenhuma dor. Coloque seu filho de frente para o seio, com o rosto voltado para o seu corpo. A boca dele precisa estar bem aberta para que uma boa parte do mamilo e da aréola seja abocanhada. 
• Não use sabonetes, álcool, pomadas ou perfume nos mamilos. A limpeza da área somente com água é suficiente. 
• Faça um banho de sol ou de luz na região. Expor os seios durante 15 minutos à luz do sol (ou a uma lâmpada incandescente de 40 watts a uma distância de 40 cm) ajuda na cicatrização. 
• Passe o próprio leite materno ao redor dos mamilos. Faça isso antes e depois de amamentar -- ajuda nas rachaduras e a prevenir infecções. 
• Tome um analgésico. Se a dor for muito forte, tome um analgésico cerca de 30 minutos antes de dar de mamar. Não deixe de conversar com seu médico sobre o tipo de remédio mais adequado ao seu caso. O paracetamol costuma ser liberado para a amamentação. 
O uso de conchas especiais no intervalo entre as mamadas pode ajudar na cicatrização, porque diminui o atrito do mamilo com o tecido do sutiã ou com o absorvente para seios.
Se a rachadura ou algum machucado não derem sinal de melhora, marque uma consulta com seu médico o quanto antes.


Os mamilos rachados vão afetar meu filho de alguma forma?
Os bebês geralmente ignoram esse tipo de incômodo da mãe. Sangue no leite não causa danos a eles, e o aleitamento pode prosseguir normalmente. A questão mais importante nesse caso é corrigir o problema e cicatrizar o mamilo o mais rápido possível, para que a amamentação volte a ser prazerosa para vocês dois. Contudo, se a pega do bebê não estiver correta, ele pode acabar tomando muito do leite inicial, que mata a sede, mas não um volume suficiente do leite posterior, do final da mamada, rico em calorias. Se isso acontecer, a criança tende a não ganhar peso direito. 
Não se assuste se vir sangue num regurgitamento ou num vômito do bebê. Se seu seio estiver rachado, provavelmente o sangue é seu, não dele. Fique de olho e, se não melhorar, fale com o médico. 


Devo continuar a amamentar? 
A amamentação pode ser um
a das experiências mais gostosas da vida de uma mulher, mas convencer uma mãe com mamilos rachados e sangrando disso é tarefa quase impossível. Se deseja continuar a amamentar, saiba que há tratamento para o problema e que, com a ajuda certa, você acabará experimentando um aleitamento indolor e até prazeroso.

Fotinhas da minha baby!

Queria postar aqui as fotos da minha pequenina, que eu amo demais!
Primeiro dia em casa...



Mamãe horrível, papai e filhinha!





No colinho da mamãe!



quarta-feira, 15 de agosto de 2012

Relato de parto

Bem, depois de um bom tempo depois do parto, enfim tive tempo de escrever sobre meu parto.
Foi bem complicado acertar o parto com o meu ginecologista, pois meu plano não cobria meu parto, por causa da carência, então tive que fazer particular uma facada de 3150 reais, mas em compensação foi muito melhor pelo conforto.
Meu médico marcou para eu ser internada à meia-noite do dia 22 para o 23 e fazer minha cirurgia às 06:30, na segunda. Já no domingo foi só aquele nervosismo, organizando a malinha, terminando os retoques finais do quartinho da Anna Beatriz, enfim, todos os preparativos para a chegada dela, mas de todos o mais tenso era o Sidney que quando chegou a noite de domingo ele ligava de instante em instante perguntando como eu estava, se estava nervosa. Quando foi umas onze horas sai de casa e ao chegar no Hospital Cura D'Ars fui para um apartamento para "dormir" com minha mãe, mas não consegui, acho que pela ansiedade e o Sidney também não parava de ligar. Ele queria ver o parto, mas ele só podia entrar no hospital seis horas e quando foi quatro horas da manhã ele liga dizendo que já estava no hospital com a sobrinha dele.
Acho que só fui dormir mesmo lá pelas 5 horas da manhã e seis horas meu médico chega lá me chamando para começar a cirurgia. Me levaram para uma sala cheia de camas, onde tinha umas parteiras que me mandaram urinar umas cinco vezes com toda aquela delicadeza que toda parteira parece ter e depois de uns 10 minutos me chamaram para a sala da cirurgia. Foi aí que minha tensão começou...
Já na sala me colocaram na maca e meu maior pavor era a anestesia, não tenho problemas com agulhas, mas na coluna as coisas mudam de figura, os anestesistas disseram que não iria me dar a raqui, pois eu era muito nova e ela poderia me dar uma dor de cabeça muito forte, ai eles dera a peridural, três agulhadas terríveis na coluna, quando eles me deitaram começou a me dar tremedeira, e vi o Sidney entrando na sala, mas já não estava mais em mim, e acabei sentindo muita dor quando eles cortaram minha barriga, achava que não ia sentir nada, mas foi horrível. Quem me tranquilizou foi o anestesista que falava toda hora que estava perto de nascer, então escutei o chorinho que tanto esperava ouvir, eles colocaram ela do meu lado para eu ver, mas foi tão rápido e eu estava tão mal que só pude ver direito o narizinho dela, e quando estavam cortando o cordão o Sidney me chamou para vê-la, mas estava tudo muito embaçado, só conseguia escutar a voz dele, mas nem entendia o que ele dizia. Só sabia chorar. Depois me levaram na maca e fiquei em um corredor por uns 10 minutos, muito ansiosa para poder ver minha filha direito, mas eu nem sabia que ela estava nas minha pernas, só fui saber quando cheguei no meu quarto. Então a enfermeira já pediu para desligar o ar condicionado e disse que eu só poderia amamentar quando os tremores no meu corpo passasse, e durou mais ou menos uns vinte minutos, e enfim pude sentir minha filhinha perto de mim, pude amamentá-la, um momento mágico...

quinta-feira, 9 de agosto de 2012

A pessoa mais importante para mim...

O tempo que passei distante foi simplesmente a falta de tempo que tive, pois dediquei os últimos dias a minha filha... Anna Beatriz, uma benção de Deus, o presente mais maravilhoso que Ele poderia me dar.

Nome: Anna Beatriz
Data de Nascimento: 23 de julho de 2012
Peso: 3.300 kg
Altura: 48 cm

Por você eu daria o mundo, daria minha vida. Amo você como nunca amei ninguém na minha vida, minha bonequinha.

Com o papai.

Shiny Red Spinning Heart